segunda-feira, 27 de junho de 2016

Atropelado novamente em um clássico

O São Paulo perdeu o clássico para o Santos na tarde deste domingo, no Pacaembu. A derrota por 3 a 0 para o rival expôs novamente a fragilidade do Tricolor Paulista. O goleiro Denis mais uma vez comprometeu o desempenho do time. Logo no início da partida, Denis falhou feio... E o São Paulo? Ah, o São Paulo... Não viu a cor da bola.
O São Paulo agora está na oitava colocação do Campeonato Brasileiro, com 15 pontos. Na próxima rodada, marcada para esta quarta-feira, o Tricolor Paulista vai receber o Fluminense, no Morumbi.
SANTOS X SÃO PAULO

Local: Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data e hora: 26 de junho de 2016, às 16h

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, Luiz Felipe e Zeca; Renato, Thiago Maia, Lucas Lima e Vitor Bueno; Gabriel e Rodrigão
Técnico: Dorival Júnior

VS

SÃO PAULO: Denis, Caramelo, Lugano, Maicon e Matheus Reis; Artur, João Schmidt, Michel Bastos e Ytalo; Luiz Araújo e Calleri
Técnico: Edgardo Bauza

sábado, 25 de junho de 2016

São Paulo decepciona no Morumbi e fica mais distante devido os tropeços em seus domínios 

Cinco jogos no Morumbi, sete pontos conquistados e oito perdidos. O desempenho do São Paulo em casa neste Campeonato Brasileiro preocupa. São esses preciosos pontos perdidos em seus domínios que afasta o time das primeiras colocações do Campeonato Brasileiro. O Tricolor Paulista ocupa a sétima colocação, com 15 pontos, sete atrás do líder. Diante do Sport, na última quinta-feira, mais dois pontos foram desperdiçados após o empate por 0 a 0.
Antes do empate com o Sport, o São Paulo havia vencido Palmeiras (1 a 0) e Vitória (2 a 0), e perdido para Internacional (2 a 1) e Atlético-PR (2 a 1).
Neste domingo, o São Paulo jogará o clássico diante do Santos, no Pacaembu, às 16h.

quarta-feira, 22 de junho de 2016

Edgardo Bauza tem três opções ofensivas para a partida diante do Sport, nesta quinta

O técnico Edgardo Bauza não poderá escalar Calleri, que cumprirá suspensão, nesta quinta-feira, às 21h (Horário de Brasília), no Morumbi, em jogo válido pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro. O artilheiro do São Paulo na temporada, com 15 gols, foi expulso na partida anterior contra o Flamengo, domingo passado, em Brasília. Para substituir o atacante argentino, Bauza tem três opções para o jogo diante do Sport amanhã: Alan Kardec, Ytalo e Centurión.

Veja abaixo as características de cada atacante:

Alan Kardec, o reserva natural

Edgardo Bauza pode fazer uma alteração muito simples: sai Calleri, entra Alan Kardec. Centroavante por centroavante. Os números não ajudam muito o reserva natural da posição. Enquanto que Calleri soma 15 gols em 27 jogos, Alan Kardec fez só um gol em 30 partidas.
O São Paulo, no entanto, quer recuperar a boa fase do jogador, assim como conseguiu fazer com Michel Bastos, Wesley e Denis, antes criticados e agora mais seguros.  Com Kardec, o sistema 4-2-3-1 seria mantido sem nenhuma alteração de posicionamento do time.
O único gol marcado por Alan Kardec em 2016 foi diante do Santos, no empate por 1 a 1, na Vila Belmiro, pelo Campeonato Paulista.

Ytalo, o atacante e meia

Vindo do Audax, vice-campeão Paulista, Ytalo foi para o São Paulo como atacante. É a posição de origem dele.
Mas a função com Bauza tem sido diferente. Ytalo jogou mais como meia centralizado, setor normalmente ocupado por Ganso, do que como atacante.
O novato disputou seis jogos no Tricolor Paulista. Em cinco, foi meia: contra Coritiba, Cruzeiro (fez o gol da vitória são-paulina por 1 a 0), Atlético-PR, Vitória (até a entrada de Ganso, no intervalo, e terminou o jogo aberto como meia pela direita) e Flamengo (entrou na vaga do próprio camisa 10).
Somente nos minutos finais do clássico diante do rival Palmeiras ele foi atacante de ofício: ganhou a vaga de Alan Kardec.
Ou seja, com Ytalo, Edgardo Bauza poderá ter um atacante que também recua para confundir a marcação e permite a entrada de outros jogadores na área, como o próprio PH Ganso, Kelvin e Michel Bastos.

Centurión, o falso nove

A torcida do São Paulo se divide para falar do argentino. Em um dos jogos mais importantes da temporada, contra o Toluca, no Morumbi, válido pelas oitavas de final da Taça Libertadores, Bauza não tinha Calleri, suspenso, e Kardec, sem ter condições, virou dúvida.
O técnico escolheu Centurión para jogar como único atacante na frente, em meio à inúmeras críticas da torcida, acertou: ele fez dois gols na goleada por 4 a 0 e mostrou seu valor aos críticos.
Se Edgardo Bauza repetir a tentativa, o São Paulo terá um time com mais mobilidade, mas sem uma referência fixa na área.
Centurión abre espaço jogando pelas duas pontas e pode fazer tabelas com Michel Bastos e Kelvin.
Como de costume, o atacante argentino é mais usado por Bauza como ponta aberto pela esquerda. O técnico gosta de explorar a habilidade individual dele. Mas Michel Bastos deve atuar novamente por esse setor.

Informações Técnicas da partida
São Paulo x Sport

Data: quinta-feira, às 21h (Hora de Brasília)
Local: Morumbi, em São Paulo

Escalação provável: Denis; Bruno, Maicon, Rodrigo Caio (Lugano) e Matheus Reis; Thiago Mendes, João Schmidt, Kelvin, Paulo Henrique Ganso e Michel Bastos; Ytalo (Alan Kardec).

Desfalques: Calleri (suspenso), Wesley, Breno, Carlinhos, Hudson, Lucas Fernandes e Mena (machucados).

segunda-feira, 20 de junho de 2016

Atuação confusa. Empate festejado

A trave, a boa atuação do goleiro Denis com defesas impressionantes e um pênalti desperdiçado nos acréscimos do segundo tempo impediram a derrota do São Paulo para o Flamengo na tarde deste domingo, em Brasília, em partida válida pela nona rodada do Campeonato Brasileiro.
Por duas vezes o Tricolor Paulista esteve à frente no placar, mas o empate em 2 a 2 se manteve até o fim. Bom para o São Paulo que jogou boa parte do segundo tempo com um jogador a menos devido a expulsão do atacante Calleri.
O Tricolor Paulista ocupa a quinta colocação, agora com 14 pontos e permanece muito próximo das primeiras colocações.
Na próxima rodada, o São Paulo receberá o Sport, nesta quinta-feira, no Morumbi.
FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 2 X 2 SÃO PAULO

Local: Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF)
Data: 19 de junho de 2016, domingo
Horário: 16 horas (Hora de Brasília)

Cartões amarelos: Marcelo Cirino (Flamengo); Kelvin, Calleri e Caramelo (São Paulo)

Cartão vermelho: Calleri (São Paulo)

Gols: Rodrigo Caio, contra, aos 22 minutos do primeiro tempo, e William Arão, aos 13 do segundo tempo para o Fla. Calleri, aos 11 minutos do primeiro tempo e aos seis do segundo tempo para o SPFC.

FLAMENGO: Alex Muralha; Rodinei, Réver, Rafael Vaz e Jorge; Márcio Araújo, William Arão, Alan Patrick e Everton (Fernandinho); Marcelo Cirino (Gabriel) e Felipe Vizeu (Emerson Sheik)
Técnico: Zé Ricardo

VS

SÃO PAULO: Denis; Bruno (Alan Kardec), Maicon, Rodrigo Caio e Matheus Reis; João Schmidt, Artur, Kelvin (Mateus Caramelo), Paulo Henrique Ganso (Ytalo) e Michel Bastos; Calleri
Técnico: Edgardo Bauza

sexta-feira, 17 de junho de 2016

Contra o Flamengo, Edgardo Bauza deverá lançar o nono atleta revelado em Cotia

Uma das características que fez o São Paulo contratar Edgardo Bauza, no início do ano, foi a facilidade que ele tem de trabalhar com atletas de categorias de base. A expectativa se confirmou e, desde a chegada do técnico argentino, oito jovens jogadores do CT de Cotia já foram usados pelo treinador: Lucão, Lyanco, João Schmidt, Banguelê, Lucas Fernandes, Luiz Araújo, Auro e Matheus Reis. O nono já está a caminho: o volante Artur, de 20 anos, tem tudo para ganhar uma chance e ser titular na partida diante do Flamengo, neste domingo, às 16h (Horário de Brasília), no Mané Garrincha, em Brasília.
Com a suspensão de Thiago Mendes, que tomou o terceiro cartão amarelo no jogo contra o Vitória, culminando com as lesões de Hudson e de Wesley, o meio-campista é a única opção do setor para esta partida. Se isso não acontecer, Edgardo Bauza teria que improvisar o zagueiro Lucão, que já atuou nesta posição na estreia do time neste campeonato Brasileiro, diante do Botafogo, em Volta Redonda.
Artur era titular absoluto do sub-20, que conquistou quatro títulos na última temporada. Ele também foi um dos destaques do time que conquistou a Taça Libertadores da categoria no mês de fevereiro, no Paraguai. O jovem foi chamado para um período de observações no CT da Barra Funda, o volante foi aprovado por Bauza.
Artur tem um estilo de jogo discreto. Não é de se arriscar muito e comete poucas faltas. Sabe atuar tanto como primeiro ou como segundo volante, por isso não deverá ter problemas de entrosamento com João Schmidt, que vem sendo titular.
Além dos oito jogadores jovens que já foram usados pelo técnico argentino, ele também já relacionou mais quatro jogadores da base para jogos do Tricolor Paulista na temporada, mas eles acabaram não sendo usados pela comissão técnica. Em determinados treinos do time na temporada , Bauza chegou a comandar 13 garotos revelados em Cotia.

quinta-feira, 16 de junho de 2016

Com boa atuação no segundo tempo, time sai de campo com a vitória sobre o vitória

O São Paulo voltou a vencer no Campeonato Brasileiro. O Tricolor Paulista derrotou o Vitória por 2 x 0, no Morumbi. O jogo esteve longe de ser empolgante, mas serviu para o time se redimir da derrota para o Atlético-PR, na rodada passada, também no Morumbi.
O São Paulo agora tem 13 pontos, e se mantém muito próximo das primeiras colocações. Na próxima rodada, o Tricolor Paulista vai enfrentar o Flamengo, domingo, às 16h, no Mané Garrincha, em Brasília.
FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 2 X 0 VITÓRIA

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 15 de junho de 2016, quarta-feira
Horário: 19h30 (Hora de Brasília)
Público: 9.213 presentes

Cartões amarelos: Bruno, Thiago Mendes, Michel Bastos, Lugano e Calleri (São Paulo); Kieza, Willian Farias (Vitória)

Gols: Calleri, aos 30, e Lugano, aos 41 minutos do segundo tempo para o SPFC.

SÃO PAULO: Denis; Bruno (Caramelo), Maicon, Diego Lugano e Matheus Reis; João Schmidt, Thiago Mendes, Auro (Paulo Henrique Ganso), Ytalo e Centurión (Michel Bastos); Calleri
Técnico: Edgardo Bauza

VS

VITÓRIA: Fernando Miguel; Norberto (José Welison), Victor Ramos, Ramon e Diego Renan; Amaral (Vander), Willian Farias, Tiago Real e Dagoberto (Alípio); Kieza e Marinho
Técnico: Vagner Mancini

quarta-feira, 8 de junho de 2016

São Paulo renova contrato do lateral-direito Bruno até dezembro de 2017

O São Paulo renovou o contrato do lateral-direito Bruno até dezembro de 2017. Bruno é titular do time do técnico argentino Edgardo Bauza e lidera as assistências na temporada, com seis passes para gol. Ganso, convocado por Dunga para a Seleção Brasileira, tem cinco. A última assistência de Bruno foi para a conclusão a gol de Ytalo, na vitória por 1 a 0 sobre o Cruzeiro, no último domingo, no Mineirão, em Belo Horizonte.
– Estou muito feliz pela oportunidade que o São Paulo me deu. Renovei o meu contrato por mais um ano, e representar este clube, de cenário mundial, me deixou muito contente. Esta renovação aumenta a minha responsabilidade, mas vou trabalhar para manter o ritmo e fortalecer a equipe em busca de títulos. Estou ainda mais motivado para defender o clube – disse, o jogador ao site oficial do clube.
Bruno tinha contrato até dezembro. Aos 30 anos, o jogador chegou a interessar o Flamengo, mas permaneceu no Tricolor Paulista. No início da temporada, Edgardo Bauza chegou a pedir a contratação de Buffarini, que defende o San Lorenzo, para a posição, mas a negociação emperrou.
– Espero que a gente possa conquistar títulos em 2016, porque queremos mostrar o valor do elenco. Este grupo merece bastante e tem trabalhado para chegar longe no Campeonato Brasileiro e avançar para a final da Libertadores da América. O elenco está unido, em sintonia com a torcida e pronto para seguir com esta grande campanha na temporada – afirmou Bruno.
Além de Bruno, o São Paulo conta com Caramelo e Auro no elenco para a lateral direita. Na esquerda, Edgardo Bauza tem Mena, que se lesionou atuando pela seleção do Chile na Copa América Centenário, e Matheus Reis.