segunda-feira, 20 de abril de 2015

Não foi dessa vez

O São Paulo não conseguiu chegar a final do Campeonato Paulista. Jogando na Vila Belmiro, diante do Santos, o Tricolor Paulista mostrou muita fragilidade e acabou derrotado por 2 a 1.
Com a derrota, o time amarga sua nona eliminação seguida na fase eliminatória da competição estadual. Dessas, quatro foram justamente para o Santos, em 2010, 2011, 2012 e agora em 2015. Agora, o São Paulo vai se dedicar prioritariamente a disputa da Taça Libertadores.
Nesta quarta-feira, o Tricolor Paulista terá o clássico decisivo diante do Corinthians, no Morumbi, precisando de um bom resultado para alcançar a classificação para a fase de oitavas de final.
FICHA TÉCNICA
SANTOS 2 X 1 SÃO PAULO

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 19 de abril de 2015, domingo
Horário: 18h30 (Hora de Brasília)

Cartões amarelos: Wesley e Michel Bastos (ambos do São Paulo) // Leandrinho (Santos)

Gols: Geuvânio, aos 35 minutos do primeiro tempo e Ricardo Oliveira, aos 30 do segundo tempo para o Santos. Luis Fabiano, aos 41 minutos do segundo tempo para o São Paulo.

SANTOS: Vladimir; Victor Ferraz, Werley, David Braz, Cicinho; Renato, Valencia (Lucas Otávio), Lucas Lima; Geuvânio (Cicinho), Robinho (Leandrinho) e Ricardo Oliveira
Técnico: Marcelo Fernandes

VS

SÃO PAULO: Ceni; Paulo Miranda (Luis Fabiano), Toloi, Lucão e Carlinhos (Centurión); Denilson, Hudson, Wesley, Ganso e Michel Bastos; Alexandre Pato
Técnico: Milton Cruz

quinta-feira, 16 de abril de 2015

Na raça, na fé e de virada

Com um gol salvador do atacante argentino Centurión nos acréscimos, o São Paulo evitou o vexame de empatar com o Danubio, pior time do Grupo 2 da Taça Libertadores, nesta quarta-feira à noite, no Uruguai. Após sair perdendo, o Tricolor Paulista buscou forças para reagir, empatar e sair com a vitória de virada por 2 a 1. Assim, o sonho da classificação para as oitavas de final está bem próximo.
Agora o time tem nove pontos, ocupando a segunda colocação, atrás do Corinthians, que tem 12. O Tricolor Paulista continua dependendo de suas próprias forças para alcançar a classificação rumo às oitavas de final da competição.
Na última rodada do Grupo 2, na próxima quarta-feira, o São Paulo receberá o Corinthians, às 22h, no estádio do Morumbi. No Campeonato Paulista, o São Paulo joga no domingo, às 18h30. O Tricolor Paulista vai até a Vila Belmiro jogar diante do Santos, às 18h30, em partoda válida pela semifinal da competição estadual.
FICHA TÉCNICA
DANUBIO-URU 1 X 2 SÃO PAULO

Local: Estádio Luiz Franzini, em Montevidéu (Uruguai)
Data: 15 de abril de 2015, quarta-feira
Horário: 22 horas (Hora de Brasília)

Cartões amarelos: Fornaroli, Gravi (Danubio); Dória, Reinaldo, Hudson (São Paulo)

Gols: Leandro Sosa, aos dois minutos do segundo tempo para o Danubio. Alexandre Pato, aos 15 minutos do segundo tempo, e Centurión, aos 45 minutos do segundo tempo para o SPFC.

DANUBIO: Torgnascioli; Matías Santos, Ricca e Cristian González; Gravi, Formiliano (Ghan), Milessi (Augustín Viana) e Joaquín Pereyra, Sosa; Matías Castro (Martin Silvera) e Fornaroli
Técnico: Leonardo Ramos

VS

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Paulo Miranda (Centurión), Rafael Toloi, Dória e Reinaldo; Rodrigo Caio (Luis Fabiano), Souza, Hudson, Ganso (Lucão)e Michel Bastos; Alexandre Pato
Técnico: Milton Cruz (interino)

quarta-feira, 15 de abril de 2015

Novo parceiro do SPFC

Danubio x SPFC: o Tricolor Paulista depende da vitória

Quando pisar no gramado do Estádio Luis Franzini na noite desta quarta-feira, ás 22 horas, em Montevidéu, o São Paulo não pode pensar em outro resultado que não seja a vitória para possuir boas chances de ficar com a vaga para as oitavas de final da Taça Libertadores. Ainda sem técnico, o time terá o Danubio, adversário que já está praticamente eliminado. A partida é válida pela penúltima rodada do Grupo 2.
- "(A Libertadores) começa ou termina aqui para um dos dois. Não tem outra alternativa. Temos de ir atrás da vitória para tentar a classificação na última rodada", disse o goleiro e capitão Rogério Ceni. O M1TO disse ainda que o time tem a obrigação de vencer.
Apesar de ter perdido para o San Lorenzo, por 1 a 0, na argentina, o São Paulo permaneceu na vice-liderança da chave, com seis pontos, mesma pontuação que o time argentino, mas leva vantagem no saldo de gols. O time terá que vencer o Danubio hoje e ao mesmo tempo torcer por um tropeço do San Lorenzo amanhã. Essa combinação deixaria o Tricolor Paulista bem mais próximo das oitavas de final. Assim, o time jogaria por um empate no clássico diante do Corinthians, no Morumbi, na última rodada da fase de grupos da maior competição continental.
FICHA TÉCNICA
DANUBIO-URU X SÃO PAULO

Local: Estádio Luiz Franzini, em Montevidéu (Uruguai)
Data: 15 de abril de 2015, quarta-feira
Horário: (Hora de Brasília)

DANUBIO: Torgnascioli; Matías Santos, Ricca e Cristian González; Gravi, Formiliano, Milessi e Joaquín Pereyra, Sosa; Matías Castro e Fornaroli
Técnico: Leonardo Ramos

VS

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Paulo Miranda, Rafael Toloi, Dória e Reinaldo; Rodrigo Caio, Souza, Hudson, Paulo Henrique Ganso e Michel Bastos; Alexandre Pato
Técnico: Milton Cruz (interino)

segunda-feira, 13 de abril de 2015

São Paulo tá na semifinal do Campeonato Paulista

Com a vitória por 3 a 0 sobre o RB Brasil, neste sábado, no Morumbi, o São Paulo se classificou para a semifinal do Campeonato Paulista de 2015. O time ainda é dirigido pelo treinador interino Milton Cruz, enquanto que a diretoria está perto de um acordo com o técnico argentino Alejandro Sabella.
A partida válida pelas quartas de final da competição estadual teve a estreia do volante Wesley, que não está inscrito na fase de grupos da Taça Libertadores.
O Tricolor Paulista terá uma semana de decisões. No próximo domingo, diante do Santos, ás 18h30, na Vila Belmiro. Antes, o time enfrenta o Danubio, nesta quarta-feira, no Uruguai, pela Copa Libertadores.
FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 3 X 0 RED BULL

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 11 de abril de 2015, sábado
Horário: 18h30 (Hora de Brasília)
Público: 18.221

Cartões amarelos: Souza e Lucão do São Paulo. Fabiano Eller, Andrade, Romário e Lulinha do Red Bull

Gols: Rogério Ceni, aos 44 minutos do primeiro tempo; Alexandre Pato, aos cinco minutos do segundo tempo; Paulo Henrique Ganso, aos 17 minutos do segundo tempo para o SPFC.

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Hudson, Rafael Toloi, Lucão (Dória) e Reinaldo; Denilson, Souza (Rodrigo Caio) e Ganso (Centurión); Wesley, Michel Bastos e Alexandre Pato
Técnico: Milton Cruz

VS

RED BULL: Juninho; Jonas, Anderson Marques, Fabiano Eller e Romário; Andrade (Isac), Jocinei, Lulinha e Éverton Silva (Carlinhos), Edmilson e Marcelo (Allan Dias)
Técnico: Mauricio Barbieri

quinta-feira, 9 de abril de 2015

No Morumbi, São Paulo derrota a Portuguesa

O São Paulo sacramentou sua ida as quartas de final do Campeonato Paulista, ao vencer a Portuguesa por 3 a 0, nesta quarta-feira, em seu estádio. Enquanto o clube procura um novo técnico, Milton Cruz terá a responsabilidade de preparar o time para os jogos seguintes.
A Federação Paulista de Futebol divulgou na manhã desta quinta-feira, a data e o horário da partida do São Paulo diante do RB Brasil. Será no Morumbi, sábado (11/04), ás 18h30.
FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 3 X 0 PORTUGUESA

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 8 de abril de 2015, quarta-feira
Horário: 22 horas (Hora de Brasilia)
Público: 5.232 pessoas

Cartões amarelos: Bruno (São Paulo). Alex Lima (Portuguesa)

Cartão vermelho: Edno (Portuguesa)

Gols: Dória, aos 9, e Alexandre Pato, aos 11 minutos do segundo tempo. Hudson, aos 11 minutos do segundo tempo para o São Paulo.

SÃO PAULO: Renan Ribeiro; Bruno, Paulo Miranda, Dória e Carlinhos; Hudson, Rodrigo Caio e Thiago Mendes; Centurión (Auro), Cafu (Lucão) e Alexandre Pato
Técnico: Milton Cruz (interino)

VS 

PORTUGUESA: Rafael Santos; Filipi (Cascardo), Guilherme, Valdomiro e Luan Peres (Alex Lima); Ferdinando, Caique, Betinho e Leo; Matheus (Jean Mota) e Edno
Técnico: José Augusto (interino)

terça-feira, 7 de abril de 2015

São Paulo FC: Muricy Ramalho não é mais técnico do time

Muricy Ramalho acertou no início da tarde desta segunda-feira sua saída do São Paulo FC. De acordo com membros da diretoria, a decisão foi tomada em comum acordo. Nesta terça-feira, o técnico foi se despedir dos jogadores.
A derrota por 2 a 0 para o Botafogo, em Ribeirão Preto, no domingo, foi a última do treinador, que assumiu o cargo em 12 de setembro de 2013, quando chegou com a missão de salvar o time do rebaixamento no Campeonato Brasileiro daquele ano.
O clube agora procura um substituto capaz de fazer o time reagir na temporada e mostrar um bom futebol a tempo de continuar na briga pelo título do Campeonato Paulista e da Taça Libertadores respectivamente.  Em entrevista coletiva, o vice-presidente de futebol, Ataíde Gil Guerreiro, explicou a saída de Muricy e disse que vai procurar um técnico estrangeiro.
Muricy vinha sendo muito criticado, mas era blindado por Ataíde Gil Guerreiro. Foi ele quem convenceu o treinador a permanecer após a derrota por 3 a 0 para o Palmeiras, quando o técnico havia colocado o cargo à disposição.
O motivo do descontentamento ao trabalho de Muricy Ramalho era sobre a fragilidade tática do time, que se mostrava desorganizado em diversos setores, incluindo parte dos jogadores, descontentes com a falta de padrão e as constantes mudanças.
Essa análise ganhou força depois da derrota sem reação nenhuma para o rival Palmeiras. A postura do time trouxe à tona a lembrança do rendimento demonstrado diante do Corinthians, na estreia da Taça Libertadores.
Outra forte crítica feita a Muricy era com relação aos treinamentos. O comandante usava métodos considerados antigos para comandar as atividades no Centro de Treinamento da Barra Funda.
No dia a dia, ele também pouco optava por trabalhos especificamente táticos, com o intuito de ajustar o time para as partidas. A ideia, exposta por ele próprio, era arrumar o time na base da conversa. Essa opção não agradava.
Muricy encerra esta nova passagem pelo São Paulo com 473 partidas. Desde que retornou ao clube, ele dirigiu o Tricolor Paulista em 109 jogos, com 58 vitórias, 22 empates e 29 derrotas. No período, ele foi vice-campeão Brasileiro no ano passado, mas o objetivo mais exaltado pelo treinador foi trabalhar para evitar o rebaixamento em 2013.

Números de Muricy no SPFC:

No geral

Jogos: 473
Vitórias: 255
Empates: 123
Derrotas: 95

Nota oficial do treinador:

“O presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar, o Vice-Presidente de Futebol, Ataíde Gil Guerreiro, e eu nos reunimos agora à tarde e decidimos pela minha saída do clube. Estou com problemas de saúde, devo fazer uma cirurgia na próxima semana e preciso desse tempo que o São Paulo não tem no momento. Quero agradecer ao presidente, aos jogadores, os funcionários do clube, os meus companheiros de comissão técnica e, principalmente, aos torcedores que entendem esse meu momento. Preciso nesse momento dos devidos cuidados com a minha saúde. Não é um adeus, é um até breve pela relação que tenho com o São Paulo Futebol Clube. Desejo muito sorte a todos”.