quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

São Paulo deve usar camisas pretas e leiloá-las para famílias das vítimas do acidente aéreo

O São Paulo deverá usar, na última partida da temporada, diante do Santa Cruz, uma camisa toda preta, em luto pela morte das 71 pessoas, entre elas jogadores, comissão técnica e dirigentes da Chapecoense, além de tripulantes e jornalistas, na queda do avião que os transportava para Medellín, na terça-feira, para a Colômbia, onde seria disputada a final da Copa Sul-Americana.
Em reunião da diretoria são-paulina com a Under Armour, fabricante de material esportivo do clube, ficou adiantado o acerto para a produção de um uniforme todo preto para a última rodada, marcada para o dia 11 de dezembro. A partida seria disputada no Pacaembu, mas, por conta da mudança da data, poderá ser no Morumbi.
A ideia é que a camisa tenha somente os escudos do São Paulo e da Chapecoense na parte frontal. Nas costas, os números, nomes de jogadores e a inscrição #ForçaChape, em verde.
No início da tarde desta quarta-feira, o diretor executivo do clube, Marco Aurélio Cunha, afirmou que os jogadores do São Paulo pensam em alguma ação para ajudar as famílias dos jogadores falecidos no acidente. Uma hipótese é leiloar esses uniformes e destinar a arrecadação a elas.
– Toda homenagem emocional é intempestiva, e assim não se raciocina bem. Nossos atletas pensam em fazer algo que será dito no futuro. Obviamente estaremos juntos nessa, homenageando a Chapecoense na última rodada, da maneira mais sóbria, sem transformar isso em publicidade. Homenagem não é publicidade – disse Marco Aurélio Cunha.

terça-feira, 29 de novembro de 2016

CBF decreta luto de uma semana. Rodada final do Campeonato Brasileiro será no dia 11

Por conta do trágico acidente aéreo com a delegação da Chapecoense, em Medellín, na Colômbia, a última rodada do Campeonato Brasileiro foi adiada. A CBF decretou luto de sete dias no futebol brasileiro, e os jogos, que seriam realizados no domingo (dia 4/12), acontecerão no dia 11 de dezembro.
Anteriormente, a CBF já havia adiado o segundo jogo da decisão da Copa do Brasil, entre Grêmio e Atlético-MG. A partida foi remarcada para dia 7 de dezembro, às 21h45, em Porto Alegre.
O acidente aéreo com a delegação da Chapecoense ocorreu nesta madrugada, próximo ao aeroporto internacional de Medellín, na Colômbia. Até o momento, 75 mortes foram confirmadas. O clube catarinense viajava para fazer o primeiro jogo da decisão da Copa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional.

Jogos da 38ª rodada

Vitória x Palmeiras
Fluminense x Inter
São Paulo x Santa Cruz
Santos x América-MG
Cruzeiro x Corinthians
Grêmio x Botafogo
Atlético-PR x Flamengo
Chapecoense x Atlético-MG
Ponte Preta x Coritiba
Sport x Figueirense
       


        #FORÇACHAPE  #LUTO 

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

São Paulo supera o Atlético-MG antes do apito final

O São Paulo foi a campo neste domingo à tarde, na Arena Independência, diante do Atlético Mineiro, em partida válida pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro. O time teve uma boa atuação e venceu por 2 a 1, de virada.
Com a vitória, o São Paulo soma 49 pontos e passa a ocupar a 11ª colocação. No próximo domingo, o São Paulo fará sua última partida da temporada, diante do Santa Cruz, ás 17h (Hora de Brasília), no Pacaembu.
ATLÉTICO-MG 1 X 2 SÃO PAULO

Local: estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 27 de novembro de 2016, domingo
Horário: 17h (Hora de Brasília)

Cartões amarelos: Patric (Atlético-MG); Mena, Wellington, Cueva, Buffarini e Thiago Mendes (SPFC).

Gols: Hyuri, aos 23 minutos do primeiro tempo para o Atlético-MG. Maicon, aos 25 minutos do primeiro tempo, e Gilberto, aos 46 minutos do segundo tempo para o SPFC.

ATLÉTICO-MG: Giovanni, Patric, Edcarlos, Jesiel, Leonan, Rafael Carioca, Lucas Cândido, Clayton, Carlos Eduardo (Marcos Rocha), Hyuri (Capixaba) e Fred (Thalis)
Técnico: Diogo Giacomini

VS

SÃO PAULO: Renan Ribeiro (Denis); Buffarini, Maicon, Rodrigo Caio e Mena; Wellington, Thiago Mendes e Cueva; David Neres (Robson), Luiz Araújo e Andres Chavez (Gilberto)
Técnico: Pintado (Interino)

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Rogério Ceni assume o time. Agora como técnico

Um ano se passou, e a torcida do São Paulo voltará a gritar o nome de Rogério Ceni. Só que ele não estará em campo, fazendo defesas ou cobrando faltas e pênaltis. Para enxergá-lo, será preciso olhar para onde ele pouco ficou: o banco de reservas.
A diretoria confirmou que Rogério Ceni será o técnico do time em 2017, em substituição a Ricardo Gomes, demitido no último dia 23. O presidente e o departamento de futebol decidiram apressar o planejamento da próxima temporada a partir do momento em que ficou decidido que Ricardo Gomes não seria mantido.
– O grande segredo do futebol é administrar pessoas e se relacionar bem com seus jogadores. São eles que podem fazer diferença. Eu quero que eles vejam futebol da maneira como eu via quando jogava, eu quero um time vencedor, que tenha uma mentalidade vencedora. Eu tenho certeza de que eles vão entender isso, já conheço muitos deles e sei da mentalidade vencedora que eles têm – afirmou Rogério Ceni ao site oficial do clube.
A apresentação será feita depois do Campeonato Brasileiro, provavelmente no dia 5 de dezembro, para não interferir no trabalho de Pintado, que será o técnico interino, nas duas últimas rodadas da competição nacional.
O contrato de Rogério Ceni, agora técnico de futebol, terá dois anos de duração e multa rescisória atrelada à sua produtividade. Por exemplo, se no segundo ano ele não atingir certo patamar, a multa deixa de existir, e o São Paulo poderia dispensá-lo sem custos, da mesma forma que ele poderia largar o clube sem pagar. Por outro lado, se Ceni atingir ou até superar metas, terá bonificações e aumentos.
Considerado o maior jogador da história do São Paulo, Rogério teve incentivadores dentro do clube para ingressar na nova carreira. Há cerca de três meses, ele conversou com o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva sobre suas ideias de futebol, a experiência que havia adquirido, de que maneira pensava uma equipe. Leco ficou bem impressionado.
Diante dos maus resultados no Campeonato Brasileiro, tanto com Edgardo Bauza, que deixou o clube rumo à seleção argentina, quanto com Ricardo Gomes, que evitou o rebaixamento, mas não melhorou o time na proporção que os dirigentes esperavam, cresceu o movimento pró-Ceni. Depois de muitas ponderações, o São Paulo decidiu apostar em seu ídolo.
No segundo semestre de 2016, Rogério Ceni começou o curso de treinador da Federação Inglesa (FA), mas não teve tempo de concluir. Era um primeiro passo para depois se matricular no da Uefa, o mais conceituado da Europa. O goleiro aproveitou o tempo na Inglaterra para visitar técnicos como o alemão Jürgen Klopp, do Liverpool, e passou uma semana no Sevilla com Jorge Sampaoli, argentino que foi campeão da Copa América de 2015 pela seleção chilena.
Naquela ocasião, ele disse à TV oficial do Sevilla que estava se preparando para treinar o São Paulo.
Rogério Ceni defendeu o São Paulo de setembro de 1990 a dezembro de 2015. Disputou 1237 jogos, com 648 vitórias, 275 empates e 314 derrotas. É o goleiro que mais fez gols na história do futebol: foram 131 (69 de pênalti e 62 de falta).
Como técnico, ele vai comandar a pré-temporada do time, inclusive a etapa no Torneio da Flórida, que será disputado de 6 a 23 de janeiro do ano que vem. Sua estreia em jogos oficiais será no Campeonato Paulista, ainda sem tabela divulgada.

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

São Paulo é o clube que mais cedeu atletas pra Seleções de base em 2016

Um dos maiores clubes formadores de atletas do mundo, o São Paulo cada vez mais mostra o bom trabalho feito nas categorias de base colocando jovens atletas no time principal, ganhando títulos nos torneios e apresentando futuros grandes jogadores à torcida. O clube também está sempre representado nas diversas Seleções de base, e nessa temporada mostrou a força do trabalho feito no CT de Cotia: em 2016, foi o clube que mais cedeu atletas para as equipes nacionais.
De acordo com um levantamento divulgado na terça-feira, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) revelou que o Tricolor Paulista está no topo da lista de clubes que oferecem atletas aos times brasileiros infantil, juvenil e júnior. Só nesta temporada, 22 são-paulinos que integram times entre o Sub-15 e o profissional do clube já foram chamados para servir a Seleção Brasileira.
Não estão incluídos, mas é importante também destacar a participação do zagueiro Rodrigo Caio na Seleção que conquistou a primeira medalha de ouro para o país nos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro. Para completar, Auro e Lucão também tiveram passagem pela Seleção nesta temporada: ambos foram convocados para auxiliar em treinamentos da Seleção principal do Brasil.
O São Paulo está no topo da lista e não é por acaso. Em 2016, o clube garantiu um bom desempenho na maioria das competições que disputou, levando oito títulos para Cotia. O clube ainda disputa três troféus nesse final de temporada.
Pela terceira vez na história, três decisões simultâneas nas categorias de base

Esta semana é especial para as categorias de base do São Paulo Futebol Clube. Pela terceira vez na história, o Tricolor Paulista começa a decidir três campeonatos oficiais em um curto intervalo de tempo. O time sub-20 disputa o título da Copa do Brasil (nos dias 24/11 e 01/12) e do Campeonato Paulista (dias 27/11 e 04/12), enquanto o sub-17 também vai em busca da conquista do Estadual (finalíssima marcada para o dia 26/11).
No passado, os times são-paulinos se saíram muito bem em situações parecidas, vencendo cinco das seis competições em disputa, nestas duas oportunidades.
O time conta com ajuda da torcida para conquistar mais taças para Cotia.

---------------------------------------------------------------------------
Copa do Brasil: 1º jogo será nesta quinta-feira (24) às 20h40, no Morumbi.
Campeonato Paulista Sub-17: finalíssima marcada para o sábado (dia 26), às 11h, em Cotia.
Campeonato Paulista Sub-20: 1º jogo marcado para o domingo (dia 27), às 10h, em Cotia.