quarta-feira, 23 de julho de 2014

Oficial: Quatro anos depois, Dunga retorna à Seleção

Quatro anos após ser demitido por Ricardo Teixeira do comando da Seleção Brasileira, o técnico Dunga está de volta. Nesta terça-feira pela manhã, em coletiva de imprensa na sede da CBF, no Rio de Janeiro, o capitão do tetra em 1994 foi apresentado como novo treinador da Seleção pentacampeã. O anúncio foi feito pelo presidente da entidade, José Maria Marin, e pelo coordenador Gilmar Rinaldi. Apesar da rejeição, Dunga mostrou-se confiante em recuperar o prestígio e conquistar o torcedor.
Dunga agradeceu a confiança e afirmou que não vai descartar todo o trabalho da Copa do Mundo, mas deverá fazer algumas mudanças.
Dunga treinou o Brasil de 2006 a 2010.

segunda-feira, 21 de julho de 2014

São Paulo vacila e é derrotado no Morumbi

A Chapecoense surpreendeu e terminou derrotando o São Paulo por 1 a 0, neste sábado, no lotado estádio do Morumbi.  Mais de 43 mil pessoas estavam presentes para prestigiar o Tricolor Paulista diante do adversário Catarinense.
A derrota deixa o São Paulo na sexta colocação do Campeonato Brasileiro, seis pontos atrás do líder Cruzeiro.
Na próxima rodada, o Tricolor Paulista viaja até Goiânia para enfrentar o Goiás, no domingo, às 16h, no estádio Serra Dourada.
FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 0 X 1 CHAPECOENSE

Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 19 de julho de 2014, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília)
Público: 43.075

Cartões amarelos: Rodrigo Caio, Maicon, Souza (São Paulo). Rafael Lima, Rodrigo Biro (Chapecoense)

Gols: Ricardo Conceição, aos 11 minutos do segundo tempo para a Chapecoense.

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Douglas, Rodrigo Caio, Antônio Carlos e Álvaro Pereira; Souza, Maicon e Paulo Henrique Ganso; Ademílson (Alexandre Pato), Osvaldo (Ewandro) e Alan Kardec
Técnico: Muricy Ramalho

CHAPECOENSE: Danilo; Fabiano, Rafael Lima, Jaílton e Rodrigo Biro; Wanderson, Ricardo Conceição (Bruno Silva), Dedé, Nenén (Abuda) e Camilo (Zezinho); Bruno Rangel
Técnico: Celso Rodrigues

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Vitória muito bem administrada

O São Paulo não teve muito trabalho para vencer o Bahia na noite dessa quarta-feira, em Salvador. A vitória poderia ser ainda mais tranquila, já que a arbitragem precipitadamente anulou um gol legal feito por Rodrigo Caio.
O São Paulo chegou aos 19 pontos, e está bem próximo do topo da classificação da competição. Na próxima rodada, o Tricolor Paulista recebe a Chapecoense, no Morumbi.
FICHA TÉCNICA
BAHIA 0 X 2 SÃO PAULO

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data: 16 de julho de 2014, quarta-feira
Horário: 22 horas (Horário de Brasília)

Cartões amarelos: Fahel, Titi, Léo Gago, Guilherme Santos (Bahia). Rodrigo Caio, Álvaro Pereira, Osvaldo, Antônio Carlos (São Paulo)

Gols: Rogério Ceni, aos 13, e Alan Kardec, aos 20 minutos do primeiro tempo para o São Paulo.

BAHIA: Douglas Pires; Diego Macedo, Demerson, Titi e Guilherme Santos; Fahel, Pittoni (Emanuel Biancucchi), Léo Gago e Rhayner; Maxi Biancucchi (William Barbio) e Henrique (Jeam)
Técnico: Marquinhos Santos

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Douglas, Rodrigo Caio, Antônio Carlos e Álvaro Pereira; Souza, Maicon (Denilson) e Paulo Henrique Ganso; Ademílson, Osvaldo (Boschillia) e Alan Kardec (Alexandre Pato)
Técnico: Muricy Ramalho

terça-feira, 15 de julho de 2014

Muricy leva 20 jogadores para Salvador; veja quem são

Ainda sem poder contar com Kaká, Luis Fabiano e Rafael Toloi, o São Paulo viaja na tarde desta terça-feira para Salvador, onde joda diante do Bahia na noite desta quarta-feira, às 22h, na Arena Fonte Nova. O técnico Muricy Ramalho relacionou 20 atletas para a partida, que oficialmente marca a volta do time à disputa do Campeonato Brasileiro.
Muricy ainda não pode contar com Luis Fabiano, em fase final de recuperação devido a uma lesão muscular. Kaká e Rafael Toloi (que estava emprestado ao Roma, da Itália) seguem em ritmo de pré-temporada aprimorando a forma física.
O atacante Ademilson, com amigdalite, não treinou nesta terça pela manhã, mas viajou com o grupo e deve jogar. Há ainda, a possibilidade de Alexandre Pato ficar no banco de reservas.

Veja a lista de relacionados:

Goleiros: Rogério Ceni e Denis
Laterais: Alvaro Pereira, Douglas e Luis Ricardo
Zagueiros: Antonio Carlos, Rodrigo Caio, Edson Silva e Lucão
Volantes: Souza, Denilson e Hudson
Meias: Paulo Henrique Ganso, Maicon e Boschilia
Atacantes: Alan Kardec, Ademilson, Alexandre Pato, Osvaldo e Ewandro

segunda-feira, 14 de julho de 2014

ALEMANHA CONQUISTA A COPA PELA QUARTA VEZ!
Na prorrogação, Alemães vencem os Argentinos e conquistam a Copa pela 4ª vez em sua história

O time estrangeiro mais brasileiro da Copa de 2014 agora tem também o título que um dia o Brasil se orgulhou de dizer que tinha: o melhor futebol do mundo. Hoje, o melhor futebol do mundo é da Alemanha, que deu uma verdadeira aula de futebol. A consagração de uma geração brilhante e de um trabalho sério de anos aconteceu neste domingo, com a vitória sobre a Argentina na prorrogação, por 1 a 0, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro. Com o gol do garoto Götze, os alemães conquistaram o tetracampeonato mundial, repetindo os feitos de 1954, 1974 e 1990. Foi a primeira vez que uma seleção europeia foi campeã fora da Europa.
O título nos gramados brasileiros premia com justiça e coloca para sempre na história uma seleção que soube unir jogadores experientes como Lahm, Schweinsteiger e Klose, com mais jovens como Toni Kroos, Hummels, Özil e Götze, comandados do técnico Joachim Löw. Um trabalho que começou com um aprendizado de erros do passado, passou por derrotas nas últimas três Copas e três Eurocopas, mas que, com insistência, acabou dando resultado agora.
Na final deste domingo, a melhor seleção do mundo teve dificuldades para superar a Argentina de Lionel Messi, eleito quatro vezes o melhor jogador do mundo. Mas que teve paciência, tocou bem a bola até conseguir o gol quando parecia que a partida seria decidida nos pênaltis.
Na campanha campeã, a Alemanha estreou com vitória sobre Portugal por 4 a 0, empatou com Gana em 2 a 2 e venceu os Estados Unidos por 1 a 0 na primeira fase. Nas oitavas, venceu a Argélia na prorrogação por 2 a 1, derrotou a França por 1 a 0 nas quartas e goleou o Brasil por 7 a 1 na semifinal, antes de ganhar da Argentina na final da competição mais importante do futebol mundial.

FICHA TÉCNICA:
ALEMANHA 1 X 0 ARGENTINA
Copa do Mundo 2014 - Final

Local: Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro-RJ
Data: 13 de julho de 2014, domingo
Horário: 16h (horário de Brasília)
Público: 74.738 torcedores

Cartões amarelos: Schweinsteiger e Howedes (ALE); Mascherano e Aguero (ARG)

Gol: Gotze, aos sete minutos do segundo tempo da prorrogação para a Alemanha.

ALEMANHA: Neuer; Lahm, Boateng, Hummels e Howedes; Schweinsteiger e Kramer (Schurrle); Muller, Kroos e Ozil (Mertesacker); Klose (Gotze) Técnico: Joachim Low

ARGENTINA: Romero; Zabaleta, Demichelis, Garay e Rojo; Mascherano, Biglia, Enzo Pérez (Gago) e Messi; Lavezzi (Aguero) e Higuaín (Palacio) Técnico: Alejandro Sabella

quarta-feira, 9 de julho de 2014

Derrota marcante. A maior de todos os tempos

Oito de julho de 2014. Dia da maior humilhação da história da Seleção Brasileira. A derrota mais dolorida do país celebrado mundialmente por ser o do futebol.
Os torcedores presentes no estádio do Mineirão viram o triste capítulo da década de 1950 se repetir na história. Vai ser difícil esquecer aquela derrota por 2 a 1 para o Uruguai e, mais difícil ainda será esquecer a partida diante da Alemanha válida pela semifinal da Copa de 2014.
Em 45 minutos, os Alemães transformaram o sonho brasileiro de conquistar a sexta Copa em seu país, em um verdadeiro pesadelo. A Alemanha impôs incríveis 7 a 1 no Brasil e decretou a pior derrota dos pentacampeões em toda sua gloriosa história.
Agora resta ao Brasil disputar o terceiro lugar da competição, sábado, em Brasília.

FICHA TÉCNICA
BRASIL 1 X 7 ALEMANHA

Local: estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 8 de julho de 2014, terça-feira
Horário: 17h (de Brasília)

Cartão amarelo: Dante (Brasil)

Gols: Oscar, aos 44 minutos do segundo tempo para o Brasil. Thomas Müller, aos 10, Klose, aos 22, Toni Kroos, aos 23 e aos 25, e Khedira, aos 28 minutos do primeiro tempo; Schürrle, aos 23 e aos 33 minutos do segundo tempo para a Alemanha.

BRASIL: Júlio César; Maicon, David Luiz, Dante e Marcelo; Luiz Gustavo e Fernandinho (Paulinho); Bernard, Oscar e Hulk (Ramires); Fred (Willian)
Técnico: Luiz Felipe Scolari

ALEMANHA: Neuer; Lahm, Boateng, Hummels (Mertesacker) e Howedes; Schweinsteiger e Khedira (Draxler); Müller, Kroos e Ozil; Klose (Schurrle)
Técnico: Joachim Low

segunda-feira, 7 de julho de 2014

São Paulo apresenta nova numeração para o segundo semestre de 2014. Veja

O São Paulo aproveitou a chegada de Kaká para definir a numeração das camisas para o segundo semestre de 2014. O ídolo assume a camisa 8, que usou no início de sua carreira no clube. Assim, o volante Souza será o 5, número de sua preferência.
- Sempre tive uma boa identidade com esse número e, agora, será bacana usá-lo novamente.  Além disso, foi uma honra poder passar a 8 para o Kaká, que é um grande jogador. Espero viver anos maravilhosos com a 5 no São Paulo - afirma Souza.
Quem também está com nova numeração é Rodrigo Caio. Volante de origem, ele se firmou como zagueiro durante o comando de Muricy Ramalho. Por isso, usará a camisa 3. Antes, era a 7, que agora está vaga, assim como a 22.
Já o zagueiro Rafael Toloi, recém-chegado da Itália, utilizará novamente a camisa 2, que já era sua antes de ser emprestado ao Roma.

Confira a numeração completa:

01-Rogério Ceni
2-Rafael Toloi
3-Rodrigo Caio
4-Antonio Carlos
5-Souza
6-Alvaro Pereira
7- vaga
8-Kaká
9-Luis Fabiano
10-Paulo Henrique Ganso
11-Alexandre Pato
12-Denis
13-Paulo Miranda
14-Alan Kardec
15-Denilson
16-Reinaldo
17-Osvaldo
18-Maicon
19-Ademilson
20-Lucas Evangelista
21-Edson Silva
22- vaga
23-Douglas
24-Léo
25-Hudson
26-Auro
27-Luis Ricardo
28-João Schmidt
29-Ewandro
30-Renan
34-Lucas Silva
35-Boschilia