sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Uma vantagem quase que perfeita

A vitória do São Paulo por 4 a 2 não pode ser considerada um mau resultado. Mas o placar poderia ser muito melhor. Parcialmente, o Tricolor Paulista conseguiu fazer no primeiro tempo 3 a 0. No segundo tempo, o time teve um Blackout e acabou permitindo a reação do adversário que chegou a fazer dois gols, deixando todos apreensivos e assustados. No fim, o São Paulo ainda conseguiu ampliar o placar aliviando um pouco mais a situação para a partida da volta marcada para a semana que vem.
Na próxima quarta-feira, às 22h (Hora de Brasília), em Guayaquil, no Equador, o Tricolor Paulista joga com sua classificação quase definida.
Agora o São Paulo terá no domingo, às 17h, em Santa Catarina, o Criciúma, em jogo válido pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro.
FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 4 X 2 EMELEC-EQU

Local: Estádio do Morumbi, São Paulo (SP)
Data: 30 de outubro de 2014, quainta-feira
Horário: 20h15 (Hora de Brasília)
Público: 22.705 pessoas

Cartões Amarelos: Maicon (São Paulo), Dreer, Bagui, Bolaños e Lastra (Emelec-EQU)

Gols: Michel Bastos aos 12 minutos, Hudson aos 35, Alan Kardec aos 45 minutos do primeiro tempo e Antônio Carlos, aos 24 minutos do segundo tempo para o São Paulo. Bolaños aos 2 e Mena aos 6 minutos do segundo tempo para o Emelec.

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Hudson, Paulo Miranda(Auro), Edson Silva e Alvaro Pereira; Souza, Maicon (Antônio Carlos), Kaká (Osvaldo), Michel Bastos e Paulo Henrique Ganso; Alan Kardec.
Técnico:Muricy Ramalho

EMELEC-EQU: Dreer; Narváez, Achilier, Jose Quiñones e Bagui; Pedro Quiñonez (Gaibor), Gimenez, Lastra e Bolaños; Mena e Herrera (Escalada).
Técnico: Gustavo Quinteros

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

São Paulo recebe o Emelec em busca de uma boa vantagem

Preocupado com a sequência de jogos, o São Paulo terá hoje, às 20h15, no Morumbi, uma nova missão: derrotar o Emelec e possuir uma boa vantagem de gols para a partida da volta. A prioridade do Tricolor Paulista é o Campeonato Brasileiro, mas a Copa Sul-Americana vale muito para o goleiro e capitão Rogério Ceni, que quer encerrar a carreira levantando mais uma taça. Por isso, para esse jogo diante do time do equador, Muricy Ramalho escalará o que tem de melhor à disposição.
O time se mostra empolgado depois da vitória por 3 a 0 sobre o Goiás, na última segunda-feira, válida pelo Campeonato Brasileiro, assim diminuindo a distância para o líder, agora é de cinco pontos. O torcedor tem bons motivos para comparecer ao Morumbi e ajudar o São Paulo a derrotar o adversário.
FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO X EMELEC-EQU

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 30 de outubro de 2014, quarta-feira
Horário: 20h15 (Hora de Brasília)

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Hudson, Paulo Miranda, Edson Silva e Álvaro Pereira; Souza e Maicon; Ganso, Kaká e Michel Bastos; Alan Kardec
Técnico: Muricy Ramalho

EMELEC: Dreer; Narvaéz, Achilier, José Luis Quiñónez e Bagüí; Pedro Quiñónez, Lastra e Giménez; Mena, Herrera e Bolaños
Técnico: Gustavo Quinteros

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Após ter recusado proposta para defender o Cruzeiro, Michel Bastos diz está feliz no São Paulo

Michel Bastos chegou ao São Paulo em agosto. O time vivia um momento de muita pressão na temporada. Havia sido eliminado da Copa do Brasil pelo Bragantino. Na época, pouco antes de acertar, o meio-campista tinha sido procurado pelo Cruzeiro. Mesmo assim, o jogador garante: fez a opção certa e se sente feliz da vida no Tricolor Paulista.
- Tive proposta do Cruzeiro, sim. Sinceramente, soube que não iria me arrepender. Estou feliz para caramba, aqui é um recomeço. Estava nos Emirados Árabes, fui para a Itália. Foi um ano de muitas mudanças para mim. Escolhi o São Paulo pela qualidade do grupo, porque briga por títulos e porque saberia que poderia me encaixar. Estou conseguindo ajudar bastante. Está sendo um prazer jogar aqui - afirmou.
O São Paulo disputa duas competições na temporada. É o vice-líder do Campeonato Brasileiro, tendo cinco pontos atrás do líder. E na Copa Sul-Americana, o time está nas quartas de final e briga pelo bicampeonato. Por isso, Michel Bastos afirma: apesar do cansaço e da sequência de jogos, é hora de se sacrificar.
- Os melhores jogos que fizemos foi quando todos correram e lutaram. Agora é o momento de deixarmos certas coisas de lado. Todos têm de estar preparados, independentemente de quem vai jogar. É hora de dar o máximo até não dar mais. Até o final, é sacrifício, não tem jeito. As dores e o cansaço são normais. Hoje, não tenho coragem de chegar ao Muricy e pedir para não jogar - afirmou.
Além de muita vontade dentro de campo, Michel Bastos receita inteligência fora de campo.
- Quando aparecer a oportunidade, o negócio é descansar, colocar o pé para cima. É uma sequência que vai desgastar. Mas estamos brigando por dois títulos e vamos com tudo - finalizou.

terça-feira, 28 de outubro de 2014

São Paulo derrota o Goiás e vê o líder mais próximo

O São Paulo colocou mais emoção na reta final do Campeonato Brasileiro. É bem verdade que ainda são cinco pontos que o separa do líder, mas o Tricolor Paulista mostrou nesta segunda-feira que é um forte candidato e não abrirá mão da briga pelo título. Aproveitando erros defensivos do adversário no primeiro tempo, o São Paulo venceu o Goiás pelo placar de 3 a 0, no Morumbi, e de quebra coroou mais um recorde do goleiro Rogério Ceni.
O São Paulo retoma a vice-liderança, agora com 56 pontos. Enquanto que o líder tem 61. A sete rodadas do fim, as duas próximas partidas podem definir muita coisa. O Tricolor Paulista terá o Criciúma, no domingo, e o Vitória, na quarta-feira, ambos os jogos fora de casa. O time ainda joga essa semana. Na quinta-feira, o adversário será o Emelec, no Morumbi, em jogo válido pela quartas de final da Copa Sul-Americana.
Mais do que colocar o São Paulo próximo da liderança, a vitória fez Rogério Ceni o jogador com o maior número de vitórias na história. São 590 do capitão de 41 anos, uma a mais que Ryan Giggs, ex-jogador do Manchester United. Os números são aferidos pelo Guinness World Records. Foi uma noite inesquecível também para Luis Fabiano, que chegou ao seu 100º gol em Campeonatos Brasileiros.
FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 3 X 0 GOIÁS

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 27 de outubro de 2014, segunda-feira
Horário: 20h30 (Hora de Brasília)

Cartões amarelos: Antônio Carlos (São Paulo), Amaral e Erik (Goiás)

Gols: Edson Silva, aos 3 minutos do primeiro tempo, Luis Fabiano, aos 6 minutos do primeiro tempo e Alan Kardec, aos 13 minutos do segundo tempo para o São Paulo.

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Hudson, Antônio Carlos, Edson Silva e Alvaro Pereira; Denilson, Souza (Maicon), Ganso e Michel Bastos (Ademilson); Alan Kardec (Osvaldo) e Luis Fabiano.
Técnico: Muricy Ramalho

X

GOIÁS: Renan; Felipe Macedo (Moisés), Jackson, Pedro Henrique e Lima; Amaral, David (Tiago Real), Thiago Mendes, Esquerdinha e Ramon (Bruno Mineiro); Erik.
Técnico: Ricardo Drubscky

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Tá valendo o sonho do título e recorde do M1TO!

Depois de ver os adversários em ação neste final de semana, o São Paulo tem nesta segunda-feira, às 20h30, no Morumbi, mais uma oportunidade de mostrar que se mantém favorito na briga pelo título do Campeonato Brasileiro. Mas a missão não será nada fácil para um time que voltou a oscilar e que atuará desfalcado. No dia em que Rogério Ceni pode quebrar mais um recorde na carreira, o Tricolor Paulista precisa mais do que nunca derrotar o Goiás.
Uma vitória fará o São Paulo recuperar a vice-liderança e alimentará a esperança da torcida pela conquista da sétima taça da maior competição do Brasil. Se vencer, o time ficará somente cinco pontos abaixo do líder, restando somente sete rodadas. Atualmente, o líder tem 61 pontos, enquanto o Tricolor Paulista tem 53. 
FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO X GOIÁS

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 27 de outubro de 2014, segunda-feira
Horário: 20h30 (Hora de Brasília)

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Auro (Hudson), Antônio Carlos, Edson Silva e Álvaro Pereira; Denilson, Souza, Ganso e Michel Bastos; Alan Kardec e Luis Fabiano
Técnico: Muricy Ramalho

X

GOIÁS: Renan; Felipe Macedo, Jackson, Pedro Henrique e Lima; Amaral, Thiago Mendes, David e Esquerdinha; Erik e Bruno Mineiro (Tiago Real)
Técnico: Ricardo Drubscky
São Paulo vai disputar maratona de três partidas em sete dias

O São Paulo está prestes a passar por uma maratona de jogos a serem disputados a partir da próxima semana. Começa na segunda-feira, quando o Tricolor Paulista jogará três vezes num período de sete dias, o que preocupa o técnico Muricy Ramalho e os profissionais dos departamentos médico e de fisiologia do clube.
O primeiro jogo está marcado para segunda-feira, no Morumbi, diante do Goiás, válido pelo Campeonato Brasileiro. Em seguida, na quinta-feira, novamente no estádio do Morumbi, o adversário será o Emelec, em partida válida pela Copa Sul-Americana. E para encerrar a sequência, no domingo, o jogo é diante do Criciúma, no estádio Heriberto Hulse, em Santa Catarina.
O que pesa nisso tudo, é que o técnico Muricy Ramalho não poderá contar com jogadores importantes do elenco. Alexandre Pato se recupera de um edema na coxa esquerda, e Luis Fabiano está impedido de jogar na Copa Sul-Americana porque está suspenso. Com pouco tempo de recuperação, é praticamente certo de que o treinador não terá condição repetir a escalação do time.
Para a partida de segunda-feira, Kaká, Rafael Toloi e Paulo Miranda estão suspensos. O meia e o zagueiro foram advertidos com o terceiro cartão amarelo, enquanto o último foi expulso.
O São Paulo é obrigado a alcançar objetivos na temporada. O time até que tentou diminuir a distância para o líder do Campeonato Brasileiro, mas não conseguiu, e viu adversários mais próximos da briga por uma vaga para a disputa da Taça Libertadores da América em 2015. Enquanto isso, a Copa Sul-Americana, que é tratada como sem muita importância pelo presidente e pelo técnico, é considerada prioridade pelo goleiro e capitão Rogério Ceni, que pretende se aposentar levantando mais uma taça. 

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Pouca inspiração e muito equilíbrio

O momento se repetiu novamente. O líder tropeçou, e o São Paulo não aproveitou. O Tricolor Paulista iria jogar sabendo que o líder do Campeonato Brasileiro havia empatado, e que se vencesse, diminuiria para cinco pontos a distância. No entanto, após mostrar um futebol pouco apreciável apenas no segundo tempo, o time não passou do 0 a 0 diante da Chapecoense, no estado de Santa Catarina. O que resta pro São Paulo é lamentar novamente a oportunidade perdida.
O Tricolor Paulista permanece a sete pontos do líder da competição (60 a 53).
Na próxima rodada, o São Paulo joga diante do Goiás, sendo que a partida está marcada para segunda-feira, dia 27 de outubro, no estádio do Morumbi, a partir das 20h30. A partida é válida pela 31ª rodada.
FICHA TÉCNICA
CHAPECOENSE 0 X 0 SÃO PAULO

Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Data: 22 de outubro de 2014 (quarta-feira)
Horário: 22 horas (Hora de Brasília)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhaes (RJ)

Cartões amarelos: Douglas Grolli, Abuda (Chapecoense); Kaká, Rafael Toloi (São Paulo)

Cartão vermelho: Paulo Miranda (São Paulo)

CHAPECOENSE: Danilo; Fabiano, Douglas Grolli, Rafael Lima e Rodrigo Biro; Bruno Silva, Diones, Abuda (Fabinho Alves) e Camilo; Tiago Luis (Bruno Rangel) e Leandro
Técnico: Jorginho

X

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Paulo Miranda, Rafael Toloi, Edson Silva e Álvaro Pereira; Denilson, Souza, Ganso e Kaká (Boschilia)(Hudson); Ewandro (Osvaldo) e Alan Kardec
Técnico: Muricy Ramalho